PROCURADA A liderança da Diretora da OMS, Dra Margaret Chan

Testar e tratar a Hepatite C é urgente !

Prezada diretora geral, Dra Chan,
Em 2010, o Conselho Executivo da Assembléia Mundial da Saúde confiou-lhe a tarefa de mobilisar o apoio político e os recursos adequados para responder de forma eficaz à pandemia mudial de hepatite viral.

Os novos fármacos para tratamento da Hepatite C (HCV), que se encontram atualmente em fase de teste, demonstraram taxas de cura alcançando 100%. Temos, portanto, a oportunidade de erradicar o virus da Hépatite C de todo o planeta. Porém, sem a liderança da Organização Mundial da Saúde (OMS), esta possibilidade será inalcançável.

Desde 2010, mais de um milhão de pessoas morreram de Hépatite C, apesar do fato que esta doença é tratável e curável. A cada ano, entre 3 e 4 milhões de pessoas se infectam com o virus da Hepatite C, mesmo se este vírus pode ser evitado. A grande maioria das novas contaminações acontecem entre usuários de drogas por via intravenosa, porém menos de 4% deles tem acesso suficiente à materiais limpos para injeção. Este terrível fracasso em saúde pública permite que a epidemia continue a se alastrar.
Apenas uma ínfima parte das 185 milhões de pessoas infectadas pelo HCV sabe que é portadora do vírus. A maioria delas vive em países de renda baixa ou intermediária e não tem acesso aos testes de diagnóstico, à atenção ou ao tratamento. O preço do interferon peguilado, composto central da terapia de referência contra o HCV, é cruelmente inacessível. Quando o tratamento do HCV está disponível, ele é frequentemente negado aos usuários de drogas : apenas 2 a 4 % destes têm acesso ao tratamento.
Os usuários de drogas por via intravenosa que desejam receber tratamento para o HCV são obrigados a interromper seu consumo de drogas ou inscrever-se em programas de terapia de susbstituição aos opiáceos (TSO). Nenhuma dessas prescrições se justifica do ponto de vista clínico /médico, porém elas evidenciam discriminações fundadas em um julgamento moral dos usuários de drogas por via intravenosa. As pessoas que se injetam drogas ou que participam à uma terapia de substituição respondem ao tratamento tão bem quanto as outras pessoas.

A Organização Mundial da Saúde deve agir para melhorar o acesso universal ao diagnóstico e ao tratamento do HCV, em particular para os usuários de drogas por via intravenosa. Para isso, a OMS deve:

  • Defender reiteradamente a necessidade de oferecer serviços de redução de danos baseados nos direitos, incluindo programas de compartilhamento de seringas, tratamentos de substituição aos opiácios e um tratamento integrado da Hepatite C de grande alcance, de modo a reverter a epidemia de HCV entre os usuários de drogas por via intravenosa, tal como recomendam a OMS, o UNAIDS e a ONUDC.
  • Proporcionar apoio técnico aos países para oferecer acesso aos tratamentos interferon peguilado alternativos e biosimilares accessíveis, de qualidade, eficazes e seguros.
  • Definir uma estratégia clara para a testagem do HCV, recomendando explicitamente a testagem de pessoas vivendo com HIV, entre as quais o HCV progride rapidamente, e de usuários de drogas por via intravenosa.

Vários países estão preparados para enfrentar suas epidemias de HCV, e nós, pessoas vivendo com o HCV e aqueles que nos apoiam, estamos prontos para nos implicar ativamente no desenvolvimento de planos nacionais para prevenir e conter o HCV. Os países aguardam as recommendações da OMS nos âmbitos chave para permitir à todos avançar.

A senhora diretora não pode falhar o seu mandato. Nós lhe imploramos de fazer mostra de uma real liderança para mobilizar o apoio político e os recursos necessários para lutar contra a epidemia mundial de Hepatite C.

Sign on


Documentos anexados

Documento

PDF – 402.5 kb

1828 supporters

  • -- Santhanalakshmi

    Paneer HIV Positive Women Network

    India

  • Aarao Henrique

    Grupo Otimismo

    Brazil

  • abdelaziz tadjeddine

    APCS

    Algeria

  • Abdelwadoud Moaz

    Theodor Bilharz Research Institute

    Egypt

  • acasgi acasgi

    acasgi

    Spain

  • acosta victor hugo

    panambi

    Paraguay

  • Act Up Paris

    Act Up-Paris

    France

  • adams miguel

    vocal-ny

    United States

  • Agafonov Roman

    Russia

  • Agin Laura

    United States

  • Aguilar Luz Maria

    Fundacion Mexicana para la Salud Hepatica, A.C.

    Mexico

  • Agustian Edo

    Indonesian drug user network

    Indonesia

  • AICHA LAMRANI

    Asociation

    Morocco

  • Akar Ann

    HIV Alliance

    United States

  • Akhalkatsi Ani

    Open Society Georgia Foundation

    Georgia

  • Akhmedova Parvina

    PO TRUST+

    Tajikistan

  • Akinaka, MRA Ken

    Hepatitis Support Network of Hawai'i

    United States

  • Akopian Ruben

    Armenia

  • Alano Almeida Jaime

    Autônomo

    Brazil

  • Alba Manuel

    Asociación Itxarobide

    Spain

  • ALBERT GIL

    France

  • Alboraie Mohamed

    Al-Azhar University

    Egypt

  • alcaide denise

    France

  • AlChammas Bassam

    Syrian society for HIV-AIDS and related diseases struggle

    Syria

  • Alcántara Isabel

    Mexico

  • Alegret Mas Vicente

    Spain

  • alessio guidotti

    Italy

  • Alexandre Decherf

    France

  • Alexandre Jalbert

    Médecins du Monde

    France

  • Ali Mohammad

    Liver Foundation of Bangladesh

    Bangladesh

  • Alice Djenadek

    Positive-Generation

    Cameroon

  • Alieva Aizhan

    Kyrgyzstan

  • Alimova Ainura

    Central bank

    Kyrgyzstan

  • ALIYA YUSSUPOVA

    Kazakhstan

  • Allende Anta Consuelo

    Spain

  • Allumier Darren-Jurmé

    United States

  • alonso casanovas noemi

    Spain

  • Altabas Reñe Ana

    Ambit Prevenció

    Spain

  • alvarez joaquin

    Spain

  • alvarez urrutia rosa

    Spain

  • Alves dos Anjos Danielle

    Autonoma

    Brazil

  • Alves Filho Antonio

    Grupo Otimismo

    Brazil

  • ALVES SERRA MARISOL

    GRUPO ESPERANZA Y VIDA/MOVIMIENTO LATINOAMERICANO Y DEL CARIBE DE MUJERES POSITIVAS-URUGUAY

    Uruguay

  • Americo de Melo Joao

    Grupo Otimismo

    Brazil

  • AMISSI DJUMA PATRICK

    EPIH/ SOS HEPATITES RD CONGO

    Congo-Kinshasa

  • Andrade Carlos

    hepato.com

    Brazil

  • ANDRE Jean

    Médecins du Monde

    France

  • Andreo Christian

    AIDES

    France

  • andriotti fernandes fernando

    hepato.com

    Brazil

  • Angulo Mariano Hernan

    Spain